90 Minutos em Yap Caverns

Texto de: B_rad

O dia em que você leva seu equipamento macro para o recife é certamente aquele no qual algum grande animal vai dar um show a poucos metros de você. Há uns dias atrás não foi diferente comigo, quando entrei num barco rumo sul para o point de Yap Caverns e paredes adjacentes.

Há todo tipo de coisa acontecendo ali, em qualquer profundidade e de qualquer tamanho… não há point mais diverso aqui na ilha do que a ponta mais sul da barreira de recifes.

Diving YapA primeira coisa que eu faço nesse point é olhar por cima da parede e ver o que anda passando lá no fundo. A pouco mais de 30 metros há um pequeno cabeço de coral com bodiões-limpadores de uns 15 cm que são frequentados por tubarões recifais e tartarugas.

Eu passei os primeiros 10 minutos a uns 30 metros, observando cinco animais circulando o local e chegando para uma limpeza – uma amostra muito legal de comportamento.

Um dia destes as estrelas vão estar alinhadas a meu favor e vou estar do outro lado deles, fotografando silhuetas de tubarões de recife sendo limpos ao fazer paradas de cauda na correnteza, com os peixinhos hiperativos rodando seus orifícios e dobras.

Bom, aí está então, uma foto com lente macro 50 mm de um tubarão de recife de dois metros com um bodião saindo de suas fendas branquiais.

Diving Yap

 

 

IMG_5932

No lado menor…

Se você gosta de Macro, esse point é dos melhores. Em Agosto, para a Manta Fest, Marty Snyderman estava nos contando sobre sua missão de fotografar dartfish na parede; quando ele mergulhou para isso teve de passar reto em várias oportunidades macro únicas para não se distrair.

Garoupa-do-coral sendo limpa, “vai andando, Marty”… caranguejo-porcelana sentado sobre seus ovos, “segue adiante, Marty”… e assim por toda a parede de coral abaixo.

Diving Yap

 

IMG_6055Há alguns lugares-chave que eu sempre checo nesse point – um cabeço de coral tem uma estação de limpeza para moréias e oriental sweetlips, e em geral sempre tem atividade lá.

Dois tipos de camarões-limpadores e bodiões-de-listra-azul trabalham em seus clientes ali, e você pode chegar bem perto para registrar o comportamento com suas lentes.

Eu chequei os hotspots que conheço e comecei a flutuar lentamente entre os pináculos, checando o que havia para fotografar.

Havia bodiões-dragão juvenis, move-pedras em miniatura e outros bichos legais circulando em volta do coral-mole, mas eu ainda não aprendi a dominar a técnica de fotografar alvos móveis em macro com a minha tralha, então fiquei limitado a registrar aqueles que me deram oportunidades mais fáceis de fotografar.

IMG_6033

Diving Yap

O grande prêmio do cartão de memória cheio nesse dia veio na forma de um grande peixe-escorpião. Nosso guia Gordon me encontrou com a cabeça enfiada embaixo de uma pedra e fez sinal de “siga-me”, cortando momentaneamente meu esforço de macro ali.

Primeiro ele me mostrou um nudibrânquio gigante na areia, sentado em uma fita de ovos, e depois um peixe-escorpião no alto da borda de um pináculo de coral.

Eu tinha há pouco dito para alguém que queria fotografar um desses bichos – e aqui estão minhas primeiras impressões macro dele!

Outra dica de profissional que foi dada durante a Manta Fest 2013 foi de David Fleetham, quem disse que o seu melhor recurso é o guia de mergulho – esses caras sabem melhor do que ninguém onde olhar, e têm os olhos muito bem treinados.

Mesmo com a ponta do “apontador” de Gordon a poucos centímetros do peixe-escorpião, eu ainda estava com minha palma da mão para cima e sacudindo a cabeça com uma cara de “o que? onde?”

Então ele apareceu pra mim. Eu estava procurando algo com 3 ou 5 centímetros, mas ali estava um peixe de uns trinta centímetros que não podia estar melhor camuflado.

IMG_6224

IMG_6307Você sabe que está em um bom point de mergulho quando esteve lá embaixo por 90 minutos, seu computador indica que seu tempo não-descompressivo está zerado e está lhe xingando… e você ainda queria mais.

Em geral os visitantes são levados a um tour pelas passagens das cavernas, depois sobem pela parede do recife – mas se você conhece o lugar, ou pergunta aos seus guias locais o que há para ver, você pode querer mudar seu plano de mergulho.

Dica local: confira a atividade lá no fundo primeiro e deixe as passagens nas cavernas para a sobremesa.

IMG_6320

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Languages

Archives

Availability & Reservations

Jim Reilly
Jim Reilly
11:27 21 Mar 18
We stayed at the hotel and dove with Manta Ray divers in early December 2017. The hotel is very comfortable, well run and staffed with wonderful employees. During our visit my wife came down with an illness and the consideration and support from the hotel and dive staff could not have been better.read more
Sandy Stinson
Sandy Stinson
16:03 03 Mar 18
The staff couldn't be more friendly and accommodating. Food is good, (worth upgrading to include all meals). Diving is good too.read more
Alex Divinsky
Alex Divinsky
17:24 01 Jan 18
The best place to stay in Yap. The resort is really nice and clean, the scuba diving is great, and the docked ship that houses the bar, restaurant, and movie screen is very cool. I really enjoyed my stay here.read more
ASALI
ASALI
10:44 01 Jan 18
Offers one of the best accommodation service. It also has a uniquely designed restaurant.
Yi-Hsin Lin
Yi-Hsin Lin
00:53 21 Feb 17
The whole place centers around the scuba diving operation. Probably better to find somewhere else if you're not a diver. The dive operation was generally good, but a little too laid back - schedules weren't always clear, and sometimes would change without any notice. Sometimes it was hard to tell if this was really because of changing tides/weather or because of the island pace of life. Pizza is a surprisingly good option at the restaurant.read more
See All Reviews Write a review