De Mantas a Mandarins, Dias Perfeitos em Yap

Desde que chegamos a Yap na semana passada, pudemos experimentar mais uma vez a diversidade de Natureza e de cultura que este lugar tão especial tem a oferecer. Mas para esta sexta nossos irmãos locais Bill e Patricia Acker reservaram um pouco do melhor para a sua “família brasileira” levar lembranças indeléveis de tudo de bom que há por aqui.

Começamos a manhã de sexta com um mergulho no estofo da maré em Goofnuw Channel, lugar de uma das mais célebres estações de limpeza de raias-manta do planeta. Descemos sobre um jardim de corais multicoloridos e deslizamos pelo fundo do canal, com Bill nos chamando a atenção para pequenos invertebrados e uma tamarutaca desconfiada bem no meio do fundo de areia desse vale submarino. Não chegamos sequer a atingir o outro lado do canal quando vimos a primeira manta, que ficou um longo tempo deslizando ao nosso redor e sobre nós, sendo logo seguida por outra. Era esse mergulho clássico de Yap que eu queria muito mostrar para minhas filhas Júlia e Lara, e enfim aqui estavam elas vendo as mantas que prometi! A fotinho “turística” que tirei é pouco pra refletir a emoção das gurias em estar com as mantas.

IMG_2065

 

Terminamos esse primeiro mergulho da manhã sobre outra belíssima plataforma de coral. Yap tem sido abençoada por escapar de sucessivos eventos de branqueamento de coral que ocorreram no Pacífico, e aqui os corais pétreos estão em grande forma por todos os lados.

Haja fôlego para acompanhar o grande Bill Acker! Taqui ele nos levando para o próximo mergulho, um drift pelo lado externo do anel de coral, em North Pass.

Bill Edit

 

A alternância de chuva e sol esta semana não diminuiu em nada a água boa – nesse drift pela borda da laguna tivemos aí uns bons 40, 50 metros de visibilidade, permitindo apreciar a topografia diversificada dos platôs de coral que levam às profundezas mais para longe do limite entre a laguna e o mar aberto.

IMG_2006

 

Bueno, depois de um merecido descanso na piscina, aguardamos o final da tarde para ir ver os peixes-mandarim em Rainbow Reef. Ao por do sol fizemos os TRÊS minutos de barco do pier da Yap Divers até esse conjunto de coral raso no interior da laguna… e, como sempre, à medida em que escurecia as silhuetas desses diminutos e belíssimos peixes começaram a aparecer entre os ramos do coral. Impossível não se impressionar com as cores e também com as perseguições dos machos às pequeninas fêmeas, culminando em momentos rápidos de acasalamento em frente aos nossos olhos. Yap tem possivelmente a maior colônia de peixes-mandarim do planeta, e a facilidade com que eles são vistos e fotografados aqui está se tornando uma grande sensação entre os profissionais da imagem sub. A mim, amador sem muito talento, resta fazer as fotinhos de registro para meu álbum pessoal de viagem!

IMG_3274

Nos fartamos de ver os mandarins e, para concluir o dia, retornamos ao Manta Ray Bay Resort a tempo de compartilhar as experiências sub com amigos novos e antigos no Crow´s Nest Bar, onde a incomparável cerveja artesanal do resort enche os canecos “estacionados” com nossos nomes no bar e molha a garganta do povo do Mergulho todas as noites. Mais uma semana de “rotina” em Yap, que mais brasileiros deveriam conhecer!

CervejódromoYap

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Archives

flight

We will email you the best possible routes and flights to Yap that you can book.

Availability & Reservations